Home / Você na moda / Na era das startups, Paraíso Feminino faz na moda a mesma revolução que empresas como Airbnb e Uber trouxeram para o mercado de hotelaria e transporte Verdadeiro Google da moda feminina, Paraíso Feminino é o úni


Na era das startups, Paraíso Feminino faz na moda a mesma revolução que empresas como Airbnb e Uber trouxeram para o mercado de hotelaria e transporte Verdadeiro Google da moda feminina, Paraíso Feminino é o úni

Data: 03/07/2017

Na era das startups, Paraíso Feminino faz na moda a mesma revolução que empresas como Airbnb e Uber trouxeram para o mercado de hotelaria e transporte 

Verdadeiro Google da moda feminina, Paraíso Feminino é o único buscador que trabalha com espelhamento, ou seja, exibe tudo que seus e-commerces clientes têm nos seus sites, e ainda é focado exclusivamente no mercado feminino. O intuito é ser a primeira escolha de busca quando o assunto é moda, assim como aconteceu com startups de outros segmentos. 

Rachel Toyama criou o Paraíso Feminino para ser o primeiro buscador de moda só para mulheres e resolver um dilema: encontrar tudo que se quer, das melhores marcas e pelo melhor preço em um mesmo lugar gerando economia de tempo e dinheiro. E de quebra, gerou facilidades como: personal stylist, personal shopper e caderno de tendências: “nós queremos ser o que o Airbnb é hoje para acomodações e compartilhamento de residências, o que o Uber é para o transporte compartilhado e o que o Whatsapp é para a comunicação em tempo real. Queremos que a consumidora não consiga pensar em outra forma de buscar o produto que ela quer, a não ser por meio do Paraíso Feminino”, explica a empreendedora.

“Nós vivemos na era das startups, que detectam um nicho e as necessidades dos consumidores e conseguem atender a essa demanda de forma online e com parcerias”, enfatiza a empresária que fez uma imersão de 3 meses no Vale do Silício, visitando grandes empresas que um dia foram startups como Facebook e LinkedIn. Para conseguir o objetivo de ser o maior buscador, Rachel optou por utilizar uma tecnologia semelhante ao Google: “nosso sistema “varre” o site do anunciante diariamente e, por isso, temos tudo que está no site deles”, enfatiza ela, que explica: “não temos apenas os produtos enviados pelo anunciante, temos tudo que ele oferece no seu e-commerce”.

Hoje, o Paraíso feminino é muito mais do que uma simples ferramenta de busca: “nós estamos chegando a um ponto, assim como já acontece nos Estados Unidos, por exemplo, no qual é impossível pensar em comprar sem usar um buscador”, enfatiza Rachel. Ela lembra: “lá fora, já acontece assim com o Booking.com, por meio do qual é possível realizar diversos serviços em um site só como comparar preços de passagens aéreas, mas também realizar aluguel de carro, e reserva de hotel”.

Paraíso Feminino não realiza a venda, “toda a operação comercial é realizada diretamente nos e-commerces indexados, entretanto, nós oferecemos mais do que simplesmente encontrar o melhor produto pelo melhor preço, nós oferecemos uma experiência completa de compra”.

Entre as lojas que podem ser encontradas estão Dafiti,  Farfetch, Carmen Steffens, Arezzo, Amaro, Poshtaus, Passarela, Marcyn, Fiever, Anacapri, Anita, Schutz, Lancôme, Chanel, Louis Vuitton e, mais recentemente Colcci e Morena Rosa. "Estamos sempre em busca de ótimas lojas para garantir variedade e o maior número possível de opções em cada categoria”, enfatiza a gestora, que finaliza:

 Saiba mais:

Paraíso Feminino | http://www.paraisofeminino.com.br | atendimento@paraisofeminino.com.br | (12) 3322-4765

 

Mais informações

Clozel Comunicação | Katiuscia Zanatta – katiuscia.zanatta@clozel.com.br | 11 2594-7891 | 11 99497-8523





Compartilhe: