Home / Desafio entre amigos / Anjos Silenciosos e Médicos Humanos


Anjos Silenciosos e Médicos Humanos

Data: 10/01/2019

Anjos Silenciosos

Médicos Humanos

De preferência humanos que não precisem se alimentar 
Um hospital repleto de gente doente a sofrer e o médico sai pra ´´almoçar´´
Absurdo.
Sair pra fazer em lanche,então?Falta de respeito total.
De preferência humanos que não precisem nem mesmo ir ao banheiro.
Que se mantenham atendendo os doentes ininterruptamente,com o melhor humor possível.
Rápido,eficaz e sem erros.Como um humano.
De Preferência também que não reclamem dos salários atrasados.
Que não deixem que 2 ou 3 meses sem receber afetem em nada na sua rotina.
Greve?Nem pensar,vocês trabalham com vidas.
Parem de ser desumanos.
Precisamos de médicos mais humanos.
De preferência que não precisem dormir.
Deu um cochilo?Vagabundo.Não atendeu o celular de madrugada?Insensível.
O paciente foi grosseiro ou te agrediu?Óbvio,ele estava fragilizado.Você não pode se fragilizar.
Precisa ser humano 
Desumanamente humano.

Autor desconhecido

TEXTO: Mas não custa nada! (A LAMENTÁVEL REPUTAÇÃO DE UM MÉDICO):

Custa sim, e muito! 
Você já parou para pensar que a grande maioria das pessoas tem uma opinião equivocada sobre a profissão médica?! 
Acredito que todo mundo já se deparou com alguma das seguintes situações: Dr. o senhor pode dar uma olhadinha neste exame? Dr. Pode “ouvir” meu coração rapidinho? Dr. Pode fazer uma receitinha pra mim? E um atestado?
Veja bem, Por acaso você (que já foi capaz de tal atitude), teria a petulância de pedir uma caroninha para um taxista? E de pedir para a cabeleireira dar uma cortadinha nas pontas do seu cabelo sem ter que pagar? Ou para o dentista fazer uma limpezinha nos seus dentes? E para a senhora dos serviços gerais, quem sabe uma limpadinha na sua casa de graça? Uma massagem rapidinha para aquele amigo fisioterapeuta?! Afinal, isso não custa nada né?! 
Na minha humilde opinião, Ninguém trabalha de graça, tampouco os médicos! Não confunda fazer o bem, ser gentil, educado com prestar favores, tirar vantagem ou proveito da carreira de alguém! 
Agora, reflita... Quanto custa uma examinadinha, receitinha, assinaturinha e uma carimbadinha? Posso afirmar que Custa no mínimo 6 anos de estudos (MUITO ESTUDO), dedicação, esforço.. custa infinitas horas de sono perdidas, custa não poder ver, estar perto e/ou divertir-se com os amigos e/ou família, muito menos, em hipótese alguma, ir numa festa e tomar um porre...custa estar constantemente sob julgamentos, cobranças e pressão psicológica. Custa um alto grau de estresse, alimentação desregrada e de péssima qualidade , inúmeras lágrimas derramadas, custa saudade, desgaste físico e mental... custa dinheiro também, muito dinheiro! Se formos apontar assiduamente o verdadeiro preço, com certeza o montante desta carreira seria incalculável. Mas, falando em números absolutos, e considerando a melhor das hipóteses, ser médico (em uma faculdade particular) custa aproximadamente R$500.000,00! Sim, MEIO MILHÃO DE REAIS!!! Para a realidade da população brasileira acredito ser bastante, não?! 
No entanto, o mais caro disso tudo, o mais relevante, é que ser um “doutor” custa a nossa própria vida, uma vida inteira feita de renúncias e sacrifícios a uma profissão tão bela, porém cruel; tão emocionante, mas estressante, poderosa mas arriscada, esperançosa mas ingrata, tão importante, porém, (erroneamente) banalizada! Como diria a letra da música da Banda Cidade Negra “estrada”: VOCÊ NÃO SABE O QUANTO EU CAMINHEI, PRA CHEGAR ATÉ AQUI...” por isso, não julgue, não generalize as pessoas. Nem tudo que parece ser, realmente é! Isso é apenas um desabafo de alguém que tenta dar o seu melhor, e ainda sim acaba (de algum modo) se prejudicando. E garanto (falando da minha pessoa), não é por dinheiro, é por AMOR SIM!!! 
Valorize o seu médico! E valorize também seu enfermeiro, seu advogado, seu dentista, seu contador, seu professor, sua manicure, o entregador de pizza... enfim, todas as profissões tem o seu valor e merecem respeito!

Desabafo de uma amiga Medica

Dra. Fernanda S.





Compartilhe: